#1 Maio de 68, 1968

O movimento que colocou, a certa altura, em greve mais de 10 milhões de franceses, começou com uma revolta dos estudantes. Tudo começa quando os estudantes da Universidade de Nanterre protestam por uma maior abertura da instituição. Em Maio de 1968, o Reitor decide encerrar a Universidade.

Os protestos passam assim para a Universidade de Sorbonne. Mais uma vez, a universidade é encerrada. A violência da reação policial e as detenções efetuadas, levaram a que, no dia 10 de maio, os estudantes exigissem a reabertura do campus e a libertação dos estudantes detidos.

Nessa noite, cerca de 40 mil estudantes entram em confronto com a polícia, numa batalha que continuaria até ao amanhecer – a “Noite das Barricadas”. A partir daqui o movimento ultrapassou o âmbito dos estudantes: milhões de trabalhadores entravam em greve e alguns ocupavam as suas fábricas.

O movimento só perderia força depois do Presidente Francês, Charles de Gaulle, vencer as eleições antecipadas que havia convocado. Contudo, segundo as palavras de Peter Steinfels, publicadas no The New York Times, a memória de 1968 não se extinguiu: “não se apontava à perfeição humana, apenas se imaginava que a vida poderia ser diferente e bastante melhor”.


Clica nas setas abaixo, para conhecer os outros momentos.