Um dos grandes anseios de qualquer Universidade é, nos dias de hoje, dispor de um pulmão verde no seu parque universitário. Este é um anseio que a Universidade de Trás-os-Montes (UTAD) vê concretizado com o seu eco-campus instalado num Jardim Botânico, considerado um dos maiores da Europa, onde podem ser observadas espécies vegetais de todos os cantos do mundo.

Quem escolhe a UTAD para a sua formação académica vai, assim, encontrar um oásis de biodiversidade no seu campus que se vem afirmando, igualmente, como um laboratório de soluções inovadoras e sustentáveis para a preservação do ambiente. 

A Universidade é composta por cinco Escolas (Escola de Ciências Humanas e Sociais, Escola de Ciências da Vida e do Ambiente, Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias, Escola de Ciências Agrárias e Veterinárias, Escola de Ciências e Tecnologia e Escola Superior de Saúde) que asseguram um vasto leque de cursos de licenciatura, de mestrado e de doutoramento.


O curso de Design Sustentável contempla dois ramos, o de Design de Produto Sustentável e o de Design de Interiores e Ambiente Sustentável. Por sua vez, o curso de Engenharia Física aposta na qualificação de profissionais em diversos domínios da Física, preparando-os para serem “elementos ativos na inovação científica” nesses domínios.

Entretanto, e porque os novos tempos impõem uma atenção cada vez maior para a área florestal, é de realçar que a UTAD ministra, em associação com a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, a licenciatura em Engenharia e Biotecnologia Florestal

Os alunos que optem por esta área poderão candidatar-se a uma das 22 bolsas de estudo disponibilizadas por quatro prestigiadas empresas deste sector: A Altri Florestal, a Corticeira Amorim, a SONAE Arauco e a The Navigator Company. Estas bolsas procuram incentivar a formação especializada na área florestal, em cujo mercado existe uma grande procura de licenciados, e contemplam estudantes que frequentem os cursos nesta área na UTAD/Universidade do Porto, no Instituto Superior de Agronomia e na Escola Superior Agrária de Coimbra.

Texto: João Carrola - biólogo e professor na UTAD