Antes de mais, que idade tem? É difícil ser conhecido como o “Velho do Restelo”?  

[silêncio meditativo] Olha, vou-te responder do coração, mesmo, porque sinto que tens uma energia que se alinha com o meu eu interior. Eu acho que a idade é uma visão muito limitada da existência, percebes? [sorri] Eu tenho a idade que o mundo tem, porque faço parte dele. Se as pessoas querem chamar-me “velho”, quem sou eu para discordar? [sorri] Só gostaria de esclarecer que mudei de nome e, atualmente, sou conhecido como “Lua de Jasmim”.  

É curioso porque muitas pessoas o tratam ainda por “Velho do Restelo”, enquanto símbolo do pessimismo ou do receio face ao desconhecido. Como é que isso o faz sentir?  

Acho que a tua pergunta é ótima, mesmo, tem uma luz incrível [sorri]. Porque estás a tocar no ponto fundamental – o sentimento. Eu sinto que sou uma pessoa muito diferente, sabes? Hoje em dia, estou focado em afastar as energias negativas. Toda aquela história do “que mortes, que perigos, que tormentas”. Arrepio-me só de pensar nisso, porque é uma energia muito down, muito para baixo [silêncio]. O pessimismo é uma visão muito limitada. Tipo, traz outra vibe para cima da mesa, ‘tás a ver? 


 

«Eu tenho a idade que o mundo tem, porque faço parte dele. Se as pessoas querem chamar-me “velho”, quem sou eu para discordar? [sorri]»

 


Como vê o mundo atual, assim sendo?  

Vejo como um caminho natural, um fluir, um devir maravilhoso [sorri]. Sabem que, depois do incidente com o Vasco – ficámos muito amigos, entretanto [risos] – fui contratado por uma consultora para avaliar a viabilidade económica de projetos de capital de risco. E descobri que o meu pessimismo era uma coisa tão, sei lá, exagerada. Tudo há de se resolver, percebes? O que me importa é mesmo a tua luz, a tua energia.  

Alguma mensagem que queira deixar aos portugueses?  

Eu vejo que há hoje, nas redes sociais, muitos infames vitupérios… [pausa] Desculpem, às vezes foge-me a boca para o português quatrocentista [risos] Queria dizer, vejo que há muitas críticas e desaprovação. Peço a todos e todas que pensem um segundo antes de abraçar essas energias negativas. Pelo menos, é certo que não vão ter o meu like [sorri].