Em todo o mundo preveem-se mais de 700 protestos, em mais de 70 países, mobilizando mais de 9 milhões de jovens preocupados com as questões ambientais. Este movimento de protesto global teve origem na intervenção na Cimeira do Clima das Nações Unidas de Greta Thunberg, uma ativista sueca de 16 anos.

Por cá, de norte a sul e arquipélagos incluídos, estão (até ao momento) confirmadas 26 iniciativas no âmbito desta que é a primeira Greve Climática Estudantil. Braga, Viana do Castelo, Chaves, Barcelos, Arouca, Ponte de Lima, Vila Real, Coimbra, Covilhã, Ourém, Fornos de Algodres, Leiria e Tomar são apenas algumas das localidades onde é possível aderir a este movimento estudantil internacional denominado SchoolStrike4Climate e que decorre em simultâneo em vários locais em nome da justiça climática.

No Porto. o protesto terá início às 10h30, junto à câmara municipal, e deverá terminar 3 horas depois. Em Lisboa, o ponto de encontro é no Largo Camões para uma marcha em direção à Assembleia da República. “Exigimos que que a crise climática seja uma prioridade governamental”, lê-se nos cartazes da convocatória.

Pin It