Em 'Purgatório', Dante viaja ao longo de três manhãs, três tardes e três noites, numa espécie de local intermediário. E muitas pessoas caminham, passam como uma multidão de estrelas ou um rebanho assustado que procura alguma divindade a quem venerar. Uma manada subjugada que ama a autoridade. Uma matilha insubmissa que se manifesta e se revolta. 

Depois de ter levado à cena 'Inferno', em 2017, o Teatro O Bando apresenta agora em Lisboa a segunda estação d’A Divina Comédia de Dante Alighieri, Purgatório, num espetáculo com encenação de João Brites e interpretação de Fernando Luís, Nélson Monforte, Rita Brito, Sara Belo e 40 coralistas do Coro Setúbal Voz. 'Purgatório' é desenvolvido numa coprodução com o Teatro Nacional D. Maria II, o Coro Setúbal Voz e o Fórum Municipal Luísa Todi / Câmara Municipal de Setúbal.

Após a sessão de 17 de novembro está prevista uma conversa entre os artistas e o público. O espetáculo é para maiores de 12 anos.