21 885 47 30 | geral@forum.pt

Cerca de 300 anos depois do nascimento do mais relevante filósofo do Iluminismo, Andrew S. Curran conta-nos com entusiasmo a história da vida de Diderot e também as das suas últimas obras-primas, desconhecidas na sua época e escritas para a posteridade

Denis Diderot - escritor francês nascido em 1713 e falecido em 1784, do qual já deves ter ouvido falar nas aulas de Filosofia - costuma ser associado à batalha de longas décadas que deu ao mundo a primeira Enciclopédia. Porém, os seus textos mais ousados permaneceram na sombra.

Encarcerado devido ao seu ateísmo em 1749, Diderot decidiu reservar os melhores escritos para a posteridade – ou seja, para nós. No extraordinário espólio de originais não publicados, Diderot desafia todas as verdades aceites no seu século, da santidade da monarquia à justificação racial do tráfico de escravos e às regras da sexualidade humana. Catarina, a Grande, da Rússia foi uma leitora fiel de Diderot, e, além de o ter apoiado financeiramente, convidou-o a deslocar-se a Sampetersburgo para estudar a possibilidade de democratização do Império Russo.

Tudo isto ficamos a saber neste livro organizado tematicamente, que se estende por 461 páginas, uma aposta da Temas & Debates/Círculo de Leitores. Nesta, Andrew S. Curran descreve de forma vívida o relacionamento tormentoso de Diderot com Rousseau, a sua curiosa correspondência com Voltaire, as suas paixões amorosas e as suas opiniões frequentemente iconoclastas sobre a arte, o teatro, a moral, a política e a religião. Porém, o que este livro evidencia é a maneira como a tumultuosa vida pessoal do escritor se tornou uma componente essencial do seu génio e da sua capacidade para escarnecer de tabus, dogmas e convenções.

Pub Study Abroad Portugal
Pub Megafinalistas
Pub Lisboa Games Week
Últimas - Livros
Livros
11 Outubro 2019

De 10 a 20 outubro, o Festival Literário Internacional de Óbidos acolhe 500 autores e criadores, 30 espetáculos, 12 livrarias e 210 sessões literárias. 

Livros
09 Outubro 2019

Pelo 4.º ano consecutivo, o Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil em parceria com a editora Livros Horizonte, apresenta este projeto que, desta vez se propõe a angariar fundos para a construção do novo edifício de cuidados ambulatórios do IPO Lisboa.

Livros
08 Outubro 2019

Na 11.ª edição do prémio criado pela Fundação Círculo de Leitores para distinguir jovens escritores de língua portuguesa até aos 35 anos foi premiado o autor do romance 'Pão de Açúcar'.