21 885 47 30 | geral@forum.pt

Livro é o testemunho do processo criativo da cantora, compositora, poetisa e fotógrafa que no próximo verão regressa a Portugal para atuar em Paredes de Coura.

Traduzido por Helder Moura Pereira, este novo trabalho da ícone do rock’n’roll dos anos 70 chega às livrarias nacionais, com o cunho da Quetzal Editores. Estamos perante uma bela e original história de obsessão: a de uma patinadora que vive para a sua arte, a do possessivo colecionador que implacavelmente busca o seu prémio, e a de uma relação forjada pela necessidade.

Nestas páginas antecede a esta história um ensaio que esclarece a origem misteriosa deste inquietante conto. A seguir, é revelada a verdadeira iluminação: Patti Smith viaja para o Sul de França até à casa de Albert Camus, encontra a sepultura de Simone Weill no cemitério de Ashford, nos arredores de Londres, e persegue as ruas labirínticas e sem nome da Paris de Patrick Modiano e dos seus sonhos de leitora. Escrevendo em cafés e comboios, Patti Smith abre generosamente os seus cadernos de apontamentos e revela a alquimia do seu trabalho, neste vibrante livro sobre a escrita e a razão pela qual escrevemos — e vivemos.

Lê aqui as primeiras linhas:

smith

Pub Glion
Pub EF_2019_1
Pub EF_2019_2
Últimas - Livros
Livros
22 Maio 2019

Escritor nova-iorquino está no Top 3 dos autores mais lidos em todo o mundo. Neste thriller de 624 páginas ficamos a saber porquê.

Livros
21 Maio 2019

Da nova coleção de literatura de viagem da Quetzal, chega esta semana às livrarias 'Canto Nómada', de Bruce Chatwin, traduzido por José Luís Luna. 

Livros
16 Maio 2019

'Eu Sou Dinamite! é a biografia do poeta-filósofo Friedrich Nietzsche, pela mão da historiadora da arte, romancista e biógrafa premiada Sue Prideaux.