21 885 47 30 | geral@forum.pt

A Microsoft anunciou a intenção de acabar com o famoso programa de conversação, Microsoft Messenger.

O principal objetivo passa por migrar os utilizadores deste programa para o Skype, o serviço de chamadas por Internet que comprou no ano passado.

Desta forma, até ao primeiro trimestre de 2013 o programa Windows Live Messenger vai acabar em todos os países, com excepção da China continental.

Os utilizadores, porém, manterão os respectivos contactos, que poderão ser usados no Skype, tanto para conversas de texto, como para chamadas e videoconferências.

Numa nota de despedida no blogue do Windows Live, um responsável da Microsoft explica que a decisão foi tomada para responder à evolução das comunicações online: “Muito mudou para as mensagens instantâneas e para o Messenger. Começámos a enviar mais mensagens nos telemóveis, a difundir mensagens no Facebook e no Twitter e o Skype tornou-se na melhor forma de ter chamadas de voz e vídeo (além de também permitir mensagens instantâneas)”.

A Microsoft comprou o Skype em Maio do ano passado, por 8,5 mil milhões de dólares (6,6 mil milhões de euros, ao câmbio actual). Desde então, tem vindo a integrar a ferramenta em alguns dos seus produtos.

Pub Glion2
Pub Megafinalistas
Pub Study Abroad Portugal
Últimas - Tecnologia
Tecnologia
17 Outubro 2019

O novo teclado ótico para portátil presente no Razer Blade 15 dá aos jogadores uma vantagem incrível com atuação super-rápida.

Tecnologia
08 Outubro 2019

A Kaspersky Academy promove uma competição internacional que desafia estudantes de todo o mundo a desenvolverem novas ideias na área da cibersegurança. Inscrições até 25 de outubro.

Tecnologia
27 Setembro 2019

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lançou esta semana uma campanha de divulgação da Linha Internet Segura (LIS). O gestor operacional da LIS, Ricardo Estrela, explica em que situações este serviço pode ser útil e revela quais os fenómenos que se registam com maior frequência, no caso dos jovens.