21 885 47 30 | geral@forum.pt

Já todos estivemos numa biblioteca, café ou em qualquer outro local público a trabalhar. Nessas situações é sempre difícil deixar por breves instantes o bem mais precioso de qualquer estudante: o portátil.

Para quem já teve este problema foi criado o Keep an Eye, uma aplicação para smartphones que foi desenvolvida com o objetivo de acabar com esta pequena grande dor de cabeça.

Com um valor de 0,79 €, esta aplicação que é instalada apenas no telemóvel e comunica com o website que está aberto no computador, informando cada vez que alguém ou alguma coisa toca no computador — pode ser uma tecla pressionada ou o rato movido — é enviado instantaneamente um alerta para o telemóvel a avisar o que aconteceu.

Este novo formato de interacção computador-telefone foi trabalho a fundo pela Paradigma, a empresa que está por detrás da aplicação. "Apenas apontando o telefone para um QR Code apresentado no site, a ligação entre o computador e o telefone fica concluída", conta Miguel Almeida, um dos autores desta aplicação e membro da Paradigma.

Mas a inovação não termina aqui "estamos a desenvolver uma versão "desktop", que permite uma ligação permanente entre o computador e o telemóvel", explica. Algo que permitirá saber quando um cabo USB é desligado ou quando a bateria chegar ao fim.

{vimeo width="480" height="360"}42469163{/vimeo}

Pub Megafinalistas
Pub Glion2
Pub Study Abroad Portugal
Últimas - Tecnologia
Tecnologia
17 Outubro 2019

O novo teclado ótico para portátil presente no Razer Blade 15 dá aos jogadores uma vantagem incrível com atuação super-rápida.

Tecnologia
08 Outubro 2019

A Kaspersky Academy promove uma competição internacional que desafia estudantes de todo o mundo a desenvolverem novas ideias na área da cibersegurança. Inscrições até 25 de outubro.

Tecnologia
27 Setembro 2019

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lançou esta semana uma campanha de divulgação da Linha Internet Segura (LIS). O gestor operacional da LIS, Ricardo Estrela, explica em que situações este serviço pode ser útil e revela quais os fenómenos que se registam com maior frequência, no caso dos jovens.