21 885 47 30 | geral@forum.pt

Há cerca de 4 anos o mundo rendeu-se à Nintendo Wii e aos seus controlos por movimentos e começou a jogar através de movimentos com a mesma naturalidade com que jogava com analógicos e botões apenas.

Rapidamente a Nintendo Wii se tornou numa das consolas mais vendidas de sempre e demonstrou que não são precisos gráficos ou processadores muito potentes para fazer brilhar os olhos de um jogador, é preciso mostrar novas formas de jogar.
Para não ficar atrás, a Sony com a sua PS3 e a Microsoft com a sua Xbox 360, sempre investindo nos gráficos mais realistas e na jogabilidade mais imersiva, decidiram criar adições de movimentos para as suas consolas. Assim surgiu o Move para a PS3 e o Kinect para a Xbox 360. Experimentámos os 2 e mostramos aqui o veredicto.

Playstation Move

playstation-move

Disponível desde Setembro deste ano o Playstation Move assemelha-se muito ao Wiimote e o mais nunchuck da Nintendo. A Sony fala de um controlador o mais fiável possível e com um tempo de resposta muito rápido. Com o Playstation Move não basta gesticular o braço aleatoriamente e o jogo faz o movimento necessário para prosseguir, é um controlador fiável, que aliado à alta-definição se assume como o controlo mais imersivo.
A nossa experiência:
Facto é facto. O Move é realmente muito mais preciso que o Wiimote e faz jus ao apelo de que ainda são precisos botões para se jogar “à séria”. O Sports Champion é como um WiiSports crescido, mas infelizmente o tentar ser o mais realista tira o factor diversão de vermos bonecos “cartoonescos” em movimento. O controlador é muito apelativo, a bola luminosa no topo dá um toque de misticismo e magia ao controlador, em jogos como “Sorcerer” em que somos um feiticeiro, concede-nos a sensação de termos mesmo algo mágico na mão. O Move não inova, apenas melhora, com o que já conhecíamos no que toca a jogar com movimentos. Infelizmente, para a maior diversão, é preciso gastar cerca de 100 euros em jogos e controladores, e isto no mínimo. Para quem não tem uma Wii e tem uma PS3 é uma óptima adição para se tirar mais proveito da consola, se já têm uma Wii ou isto de jogar em frente de uma televisão a gesticular os braços não vos cativar, então continuem a jogar CoD4.

Kinect

Xbox-Kinect-Games
Vai sair no mercado já em Novembro. A Microsoft ousou e decidiu ir mais longe no que toca a jogar com movimentos e criou o Kinect, um sensor que se põe à frente da TV que reconhece os nosso corpos e movimentos através de duas câmaras e um sensor infra-vermelhos. A ideia é não se utilizarem comandos de todo e com o poder da Xbox 360 conseguir trazer algo de novo à Xbox.
A nossa experiência:
O Kinect vai cativar qualquer um. O conceito não é propriamente novo. O Eye Toy, na PS2, já nos dava um “cheirinho” de jogar sem comandos. O Kinect é muito mais avançado. O reconhecimento corporal é muito fiável, embora com algumas falhas, mas não tantas quanto se espera de uma tecnologia deste estilo. Os jogos como o Kinectanimals, o Kinect Sports ou o Dance Central são extremamente divertidos e tornam o Kinect uma boa adição para a Xbox 360. Muito intuitivo e imersivo. O Kinect no entanto tem alguns problemas. O maior é a questão do espaço. Todos os jogos do Kinect que experimentámos e o próprio conceito do Kinect são pensados para salas com muito espaço livre. Se para o Move temos de mexer a mesa do café do meio da sala, com o Kinect temos de mexer o próprio sofá, para pessoas com as consolas em quartos e com televisões pequenas o Kinect pode acabar por ser uma desilusão. O sensor de som não está disponível para Portugal e provavelmente nunca estará. Era um dos trunfos do Kinect, mas pelo factor do sotaque em linguagem a Microsoft só vai disponibilizar para alguns países. A questão do preço aqui até se justifica, 150 é bastante, mas é como comprar quatro comandos para uma consola de uma só vez, infelizmente, para uma consola como a Xbox 360 que custa 200 euros o Kinect é como se fosse mais uma consola. O Kinect vale a pena e é extremamente divertido, só pensamos que é o início de uma tecnologia que ainda tem muito por onde se desenvolver.

Pub Study Abroad Portugal
Pub Megafinalistas
Pub Lisboa Games Week
Últimas - Tecnologia
Tecnologia
08 Outubro 2019

A Kaspersky Academy promove uma competição internacional que desafia estudantes de todo o mundo a desenvolverem novas ideias na área da cibersegurança. Inscrições até 25 de outubro.

Tecnologia
27 Setembro 2019

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lançou esta semana uma campanha de divulgação da Linha Internet Segura (LIS). O gestor operacional da LIS, Ricardo Estrela, explica em que situações este serviço pode ser útil e revela quais os fenómenos que se registam com maior frequência, no caso dos jovens. 

Tecnologia
25 Setembro 2019

Plataforma permite votar numa seleção de designs de emojis e até enviar os próprios desenhos.