21 885 47 30 | geral@forum.pt

O nome remete-nos para as mensagens que mandamos e recebemos todos os dias, mas o Projecto SMS passa, afinal,por ajudar quem mais precisa de cuidados de saúde...

Este projecto tem um nome bastante atractivo para a comunidade mais jovem. O nome SMS remete-nos para as tão faladas mensagens que mandamos e recebemos todos os dias. Mas neste caso o Projecto SMS passa por ajudar quem mais precisa de cuidados de saúde.

Solidariedade Médica e Social (SMS) é uma iniciativa inovadora e ambiciosa, que pretende levar apoio médico e de profissionais de saúde, a zonas e regiões com necessidades especiais ou carenciadas. Ou seja, ajudar de forma gratuita e humana todos aqueles que, por razões geográficas ou sociais não têm fácil acesso a cuidados básicos de saúde, acções de sensibilização ou rastreios.

Esta iniciativa terá especial incidência nas áreas de prevenção, rastreios, sensibilização e diagnóstico. Como por exemplo realização de electrocardiogramas, estudo da função respiratória, rastreio de visão nas crianças, planeamento familiar, ensino do auto-exame da mama, rastreios de glicémia, colesterol, triglicéridos e pressão arterial. O convite à participação é dirigido aos profissionais de saúde que queiram ceder, de forma gratuita, algum do seu tempo livre para prestarem apoio a estas populações, dentro do espírito desenvolvido pelo SMS.

Podem saber mais aqui:
http://www.projecto-sms.com/projecto/

Pub Glion2
Pub Lisboa Games Week
Pub Megafinalistas
Últimas - Tecnologia
Tecnologia
17 Outubro 2019

O novo teclado ótico para portátil presente no Razer Blade 15 dá aos jogadores uma vantagem incrível com atuação super-rápida.

Tecnologia
08 Outubro 2019

A Kaspersky Academy promove uma competição internacional que desafia estudantes de todo o mundo a desenvolverem novas ideias na área da cibersegurança. Inscrições até 25 de outubro.

Tecnologia
27 Setembro 2019

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lançou esta semana uma campanha de divulgação da Linha Internet Segura (LIS). O gestor operacional da LIS, Ricardo Estrela, explica em que situações este serviço pode ser útil e revela quais os fenómenos que se registam com maior frequência, no caso dos jovens.