21 885 47 30 | geral@forum.pt

Livro é o testemunho do processo criativo da cantora, compositora, poetisa e fotógrafa que no próximo verão regressa a Portugal para atuar em Paredes de Coura.

Traduzido por Helder Moura Pereira, este novo trabalho da ícone do rock’n’roll dos anos 70 chega às livrarias nacionais, com o cunho da Quetzal Editores. Estamos perante uma bela e original história de obsessão: a de uma patinadora que vive para a sua arte, a do possessivo colecionador que implacavelmente busca o seu prémio, e a de uma relação forjada pela necessidade.

Nestas páginas antecede a esta história um ensaio que esclarece a origem misteriosa deste inquietante conto. A seguir, é revelada a verdadeira iluminação: Patti Smith viaja para o Sul de França até à casa de Albert Camus, encontra a sepultura de Simone Weill no cemitério de Ashford, nos arredores de Londres, e persegue as ruas labirínticas e sem nome da Paris de Patrick Modiano e dos seus sonhos de leitora. Escrevendo em cafés e comboios, Patti Smith abre generosamente os seus cadernos de apontamentos e revela a alquimia do seu trabalho, neste vibrante livro sobre a escrita e a razão pela qual escrevemos — e vivemos.

Lê aqui as primeiras linhas:

smith

Pub IPSantarem
Pub IPPortalegre
Pub ENEGI2019
Últimas - Livros
Livros
23 Agosto 2019

'A Rapariga que Viveu Duas Vezes', de David Lagercrantz, é o último título da colecção iniciada por Stieg Larsson e que já vendeu mais de 100 milhões de exemplares.

Livros
22 Agosto 2019

Em 'O Triângulo Mágico – Uma Biografia de Mário Cesariny', António Cândido Franco revela dados inéditos sobre esta referência do surrealismo.

Livros
20 Agosto 2019

Nestes tempos conturbados de Brexit nada melhor do que descobrir de onde viemos e para onde vimos. Karin Bojs convida-te para essa viagem na obra 'A Grande Família Europeia'.