21 885 47 30 | geral@forum.pt

Se tens um gosto especial pela comunicação, há várias carreiras que te permitem pisar o terreno de quem trabalha com palavras e imagens. Conhece 5 profissões para um futuro ligado a esta área.

Jornalista
Dentro do universo comunicativo, o foco de um jornalista está na informação. É esta a matéria-prima trabalhada por estes profissionais, independentemente do tipo de meio de comunicação utilizado (textual, sonoro ou visual). O acesso à profissão é regulado pela Comissão da Carteira de Jornalista, sendo necessário concluir com aproveitamento um período de estágio que terá 12 meses de duração (detentores de um curso de comunicação social) ou 18 meses (para os restantes casos). Por ser uma profissão essencial nos equilíbrios da sociedade, a atividade jornalística tem associada um conjunto de direitos, como acesso a fontes de informação e locais públicos ou garantias de independência, liberdade de expressão e de sigilo profissional. Pela mesma razão, este profissional tem também o dever de se reger pelo conjunto de princípios determinados pelo Código Deontológico do Jornalista: relatar factos com rigor e exatidão, combater a censura e o sensacionalismo, rejeitar o tratamento discriminatório ou salvaguardar a presunção de inocência são apenas alguns exemplos. Domínio da língua portuguesa, curiosidade, cultura geral e capacidade de pesquisa são algumas das características decisivas nesta atividade.

Animador Sociocultural
Este profissional trabalha habitualmente com grupos, de forma a promover o desenvolvimento sociocultural, ou seja, a melhorar a qualidade de vida e/ou a inserção na sociedade dessa comunidade. Para tal, os animadores socioculturais organizam, promovem e executam atividades de caráter educativo, desportivo, lúdico ou turístico, por exemplo. Em comum, estas atividades poderão ter como objetivo promover a cultura, animar comunidades, estimular o desenvolvimento pessoal e novas competências. Nesta medida, estes profissionais podem trabalhar em locais como Jardins de Infância, Lares de Terceira Idade, Colónias de Férias, Autarquias ou Ateliers de Tempos Livres. A sua ação pode também ter uma componente estratégica, ou seja, de planeamento de projetos de intervenção mais abrangentes ou de diagnóstico de situações de risco ou de futuras áreas de intervenção. Capacidade de empatia, criatividade e dinamismo são qualidades imprescindíveis, sendo que capacidade liderança e de organização poderão também ser importantes.

Designer
Juntar criatividade e conhecimento técnico é a principal missão destes profissionais. O seu objetivo passa por conceber espaços, produtos, materiais ou imagens, tendo sempre por base preocupações com a componente estética. Nas vertentes mais ligadas à comunicação, estes profissionais são os responsáveis por conceber a imagem de jornais e revistas, cartazes publicitários ou (numa vertente cada vez mais relevante) criar páginas, sites e portais na Internet (webdesign). Nestes casos, os designers tendem a incorporar equipas multidisciplinares (como redações ou equipas criativas), trabalhando em proximidade com os restantes membros no desenvolvimento do produto. Esta é uma área marcada pela existência de muitos profissionais freelancers que trabalham para diversos clientes simultaneamente. Para além de ser criativo e de dominar a componente técnica, um designer deve possuir capacidade de resiliência, de planeamento e de adaptação à evolução estética e tecnológica.

Relações Públicas
Tal como o nome indica, as funções destes profissionais estão ligadas à representação de uma empresa ou organização. O ou a relações públicas assume-se como o elo de ligação entre a instituição e os seus clientes ou público. Contudo, nem tudo é virado para o exterior: cabe também a estes profissionais fazer a ponte entre os funcionários e a administração. As suas tarefas ligam-se à análise da opinião do público, à execução de estratégias de marketing ou publicidade, à organização de eventos (como festas ou conferências) e manter o contacto com os órgãos de comunicação social. Este trabalho é geralmente desenvolvido em gabinetes especializados nesta área, envolvendo deslocações frequentes para estabelecer contactos com outras empresas ou instituições. Capacidade de comunicação interpessoal, de argumentação e de liderança poderão ser qualidades decisivas, com destaque ainda para o domínio das novas tecnologias de comunicação e para competências de planeamento.

Marketing
A missão dos profissionais da área do Marketing pode resumir-se da seguinte forma: fazer a ponte entre os produtos (bens ou serviços) e os potenciais consumidores (ou utilizadores). Para tal, é fundamental conhecer as principais tendências, de forma a saber adaptar os produtos e serviços às necessidades do público. Desta forma, as suas tarefas mais relevantes passam pela realização de estudos de mercado e pelo contributo para a estratégia de comunicação da empresa, garantindo a sua eficácia. Tudo isto, sem esquecer a análise da concorrência (produtos, preços e vendas). Este trabalho é realizado, geralmente, nos gabinetes da empresa ou organização, sendo que as deslocações são frequentes. São essenciais capacidade de planeamento e análise (nomeadamente dos riscos, vantagens, ameaças e oportunidades). Por outro lado, para além da criatividade, características como comunicação interpessoal e a versatilidade poderão fazer a diferença.

 

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Pub Glion
Pub FCT_Expo
Pub CICCOPN
Últimas - Profissões
Profissões
14 Março 2019

Se tens um gosto especial pela comunicação, há várias carreiras que te permitem pisar o terreno de quem trabalha com palavras e imagens. Conhece 5 profissões para um futuro ligado a esta área.

Profissões
22 Fevereiro 2019

Conhece cinco sídas profissionais para quem sente que a sua vocação é trabalhar com os mais novos.

Profissões
04 Fevereiro 2019

Se tens um fraquinho pelas rodas, podes sempre considerar uma carreira profissional numa área que deverá reinventar-se num futuro próximo.