21 885 47 30 | geral@forum.pt

Para quem sempre foi dado a contas e a planeamentosorçamentais, então economista é concerteza uma boa saida profissional.

Funções: Estuda os fenómenos relacionados com a produção e consumo de bens que podem
envolver dinheiro ou não, tendo como principais tarefas delinear previsões, desenvolver projectos,
dar pareceres a partir da análise dos dados económicos de que dispõe, com o objectivo de resolver
problemas financeiros, económicos e administrativos em qualquer ramo da actividade humana,
seja na agricultura, na indústria, no comércio ou no sector dos serviços.


Áreas de Actuação: Finanças Públicas - Definição da política económica de um país ou município; elaboração de
estudos, pesquisas e trabalhos sobre a entrada e saída de recursos (receitas e despesas); atenção
às consequências económicas e sociais das medidas a serem tomadas. O especialista desta área é
também responsável pelo orçamento do de um município ou Estado.
Tecnologia e Desenvolvimento - Avaliação dos impactos económicos e sociais do desenvolvimento
tecnológico e da introdução de novos produtos no mercado. A análise da viabilização dos projectos
industriais e urbanos, tendo em conta a preservação do meio ambiente, é também abrangida por
esta área.
Recursos Humanos e de Trabalho - Análise dos diversos aspectos do mercado de trabalho, com as
consequências da introdução das novas tecnologias na produção e no nível de desemprego. O
economista define políticas salariais e planos de carreira em empresas privadas, estuda e avalia os
investimentos na formação técnica e profissional da mão-de-obra.
Requisitos: Grande capacidade de organização, observação e análise. Há que ter uma boa cultura
geral, bons conhecimentos de Matemática e escrita, facilidade em interpretar documentos
financeiros e expor os resultados de forma simples, clara e concisa. Convém também ter fácil
relacionamento com as pessoas.


Onde exercer: Os maiores empregadores são o Banco de Portugal e o sector financeiro. Há ainda
lugar nos ministérios, nos organismos comunitários, na indústria, em empresas de consultadoria e
auditoria, em gabinetes de estudos económicos; no planeamento e direcção (serviços públicos) e
na carreira universitária.


Mercado de trabalho: Maioritariamente integrados nos quadros das empresas e a ocupar lugares
de topo em grande maioria dos casos, os economistas já tiveram um panorama mais animador em
termos de mercado de trabalho. A área de Economia de Empresa (Gestão) viu o seu espaço
"invadido" com o surgimento em larga escala de cursos vocacionados especificamente para a área
de Gestão. Mas o economista continua a ser uma "ferramenta" essencial no campo das políticas
parcelares, orçamentais, fiscais, monetárias e cambiais. E, apesar de alguma saturação, não se
põe de parte a hipótese desta profissão retomar um novo fôlego a médio prazo.

Pub
Pub Guia Pós-Graduações 2019
Pub Guia Prático Estudante 2019
Últimas - Outros
Outros
30 Novembro -0001

O Instituto Politécnico de Viseu e a equipa do projeto LEE organizam o Colóquio Internacional "Línguas Estrangeiras e Empregabilidade" que decorre na Escola Superior de Educação a 29 de novembro.

Outros
23 Novembro 2018

A experiência de jovens sub-35 contada na 1.ª pessoa foi o mote desta iniciativa da Forum Estudante e do consórcio Maior Empregabilidade, realizada ontem no Auditório da Escola Superior Agrária (ESAC), com o apoio do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC). Um momento de partilha de expetativas, obstáculos e sucessos de ex-alunos desta instituição com estudantes do secundário e do ensino superior ansiosos por saberem como é a transição da vida académica para o mercado de trabalho.

Outros
10 Outubro 2018

Neste novo ano letivo, a Forum recupera uma das suas rúbricas históricas – "Profissões Para...". Todas as edições, damos-te a conhecer várias opções para um futuro ligado a uma vocação. Para mais informações sobre estas saídas profissionais (como cursos, médias ou vagas), visita forum.pt. Para começar, trazemos-te seis formas de fazer da Natureza o teu local (ou objeto) de trabalho.