21 885 47 30 | geral@forum.pt

Parque Aventura de manhã e Zoomarine à tarde. Depois da diversão na zona de Albufeira, a comitiva preparou o seu próprio jantar e falou com ex-alunos da EHTA.

Curioso, aventureiro e destemido são os níveis de dificuldade do arborismo no Parque Aventura em Albufeira, onde arrancou a agenda do quarto dia da Tourism Academy. Os 50 participantes ficaram-se pelo grau intermédio, mas não se pense que tal não exigiu o seu q.b. de esforço e valentia da parte dos principais intervenientes. Após uma breve formação inicial sobre o sistema de segurança inovador com o qual andariam presos, deslocando-se de árvore em árvore e contornando múltiplos obstáculos (pontes de madeira, cordas, slide, redes), os jovens desta semana promovida pela Escolas do Turismo de Portugal e pela FORUM não baixaram, literalmente, os braços no momento de completar o percurso de cerca de uma hora.

A isto chama-se arborismo, uma atividade em altura que, se um dia arriscares, certamente te proporcionará emoções fortes, como hoje foi o caso destes 50 alunos. Não precisas de preparação física prévia, apenas de determinação para enfrentares qualquer obstáculo que se atravesse à tua frente, explica a empresa no seu site oficial. A segurança é garantida pela qualidade da instalação dos percursos, os equipamentos de proteção individual (Koala ; Clic-it ) e a vigilância de monitores qualificados e tremendamente simpáticos. No mesmo parque também é possível jogar paintball, num campo de jogo com mais de 2500 m2, inserido em plena floresta e recheado com uma série de obstáculos naturais e artificiais. Como no anúncio, um dia vamos nessa, “mas hoje não foi o dia”.

DSCN9374

DSCN9370

DSCN9377

É que, como se a manhã não tivesse sido suficientemente ativa e divertida, a comitiva teve à tarde um outro destino intenso: uma ida ao Zoomarine, um ex-líbris da região algarvia. Em 1992 inaugurou na localidade de Guia (a poucos quilómetros de Albufeira), este “mar de sonhos”, como dita o slogan da casa. Passar aqueles portões é como entrar num outro mundo. Fantástico, por sinal. Por dia, em época alta, chegam a fazê-lo cerca de 7500 pessoas. E o que vão lá fazer? É simples: assistir a apresentações com golfinhos, focas e leões-marinhos, com aves tropicais e aves de rapina. Ou admirar um aquário com tubarões. Ou experimentar uma sessão de cinema 4D (sensorial também), bem como uma mão-cheia de atrações e diversões, com destaque para a Roda Gigante e a Baía dos Piratas (acrobacias, trapezismo e parkur). Já na Zoomarine Beach, uma praia de ondas e água salgada num espaço ladeado de areia fina e escorregas aquáticos faz as delícias de clientes de várias gerações.

Pedro Lavia, fundador e presidente do Conselho de Administração do Zoomarine, e Isabel Delgado, Diretora de Desenvolvimento & Marketing, acolheram os membros da Tourism Academy, numa visita guiada com acesso privilegiado ao Espaço Dolphins Emotions, onde só têm acesso os portadores de um bilhete especial. Nesta imensa lagoa, é possível saber mais sobre as características dos golfinhos-roaz, interagir com eles, tocar-lhes, executar com eles alguns comportamentos aquáticos como a valsa, a espiral, a dorsal e velocidade, dar-lhe os beijinhos de que tanto gostam ou simplesmente vê-los a jogar à bola ou no chill out, por assim dizer. Já os saltos cabriolas estão reservados para o show público Sonho e Fantasia, onde fica bem patente a cumplicidade entre treinadores e golfinhos, para não falar da elegância e alegria destes animais.

“É nossa convicção que observar e aprender diretamente com as diferentes espécies aumenta, gradual e inequivocamente, a apreciação da vida selvagem e a preocupação do público face aos graves problemas ambientais que ameaçam seriamente a vida no nosso planeta”, avisa-se no site deste parque temático. “Preservação e educação ambiental, diversão e serviço ao cliente”, são, nas palavras de Isabel Delgado, os pilares do Zoomarine que está sempre à procura de se expandir e aumentar o seu número de atrações com base em questionários aos seus clientes e na oferta da concorrência internacional, conta Pedro Lavia. Outro lema desta empresa é promover um sentimento de família entre os seus funcionários, como atestou o vídeo visionado pelos 50 alunos do Ensino Secundário, no qual se explicou como é trabalhar neste parque temático e até que ponto isso mudou as suas vidas.

DSCN9449

 

DSCN9454

DSCN9428

O mesmo se poderá dizer da passagem dos alunos pela Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (EHTA), a anfitriã da segunda edição da Tourism Academy. “Os ex-alunos são os nossos embaixadores, são o nosso produto final”, defende a diretora daquela instituição, Paula Vicente. E dessa ideia surgiu o convite a 5 alumni para participar no jantar confecionado pelos próprios participantes da academia e com eles conversar. Marco, Linda, Bruno, Adriane e Mariana, representando os cursos de Cozinha, Turismo e Gestão, sublinharam vários pontes-chave, nomeadamente que, pelas exigências do setor, é de facto preponderante gostar do que se faz. A questão da indecisão, em tão tenra idade, quanto ao que se quer fazer no futuro, o valor do estágio, a importância da disciplina e do rigor, a valorização de uma incursão no estrangeiro e como gerir os egos dos clientes foram alguns dos dados abordados. Quando os outros estão de férias é quando eles estão a trabalhar. Sim, temos sentido isso ao longo desta semana que, emoji triste, já está quase a acabar.

Pub Guia Prático Estudante 2019
Pub FCH_2019
Pub
Últimas - Tourism Academy
Tourism Academy
13 Julho 2019

Na mesma avenida de Olhão fomos conhecer dois motores turísticos da cidade. À noite foi tempo de sunset party e despedidas na EHTA.

Tourism Academy
11 Julho 2019

Parque Aventura de manhã e Zoomarine à tarde. Depois da diversão na zona de Albufeira, a comitiva preparou o seu próprio jantar e falou com ex-alunos da EHTA.

Tourism Academy
10 Julho 2019

O 3.º dia da Tourism Academy ficou marcado por experiências únicas: aula de canoagem, visita aos bastidores do Aeroporto Internacional de Faro e eco-peddy paper pela reserva natural Ludo.