Os perigos da internet

  

 perigos net

Todos os teus amigos estão nas redes sociais e tu não queres ficar atrás. Mais que isso, não queres estar off. Mas também não queres que alguém chegue ao teu perfil e te roube a conta, a password e se apodere do teu perfil e das tuas informações.

Esse é um dos riscos mais temidos e mais frequentes, segundo Carlos Cabreiro, coordenador de investigação criminal da Secção de Crime Informático da Polícia Judiciária de Lisboa. “Crimes relacionados com a internet estão associados à devassa da vida privada dos jovens, à difamação. Nas redes sociais, tem muito a ver com o furto de identidades e com a quebra de perfis”, sublinha. Mas há outros perigos associados às redes sociais e à internet.

Cyberbullying

É uma forma de Bullying, utilizando a internet ou outras vias de telecomunicação, em que alguém, pessoa ou grupo, pretende ofender, envergonhar e humilhar outra pessoa.

“Muitas vezes, o cyberbulling pode vir a traduzir-se em pornografia infantil, ameaças e até agressões” – diz Carlos Cabreiro.

Cyberstalking

Esta é uma variação de stalking (assédio/perseguição) através de meios informáticos.

Difamação

Se te ofenderem ou à tua família, não é apenas uma “brincadeira de mau gosto”. Dependendo da gravidade da ofensa, este crime pode ser punido com multa ou até prisão.

Hacking vs Cracking

Embora hacker seja muitas vezes associado a crimes virtuais, esta utilização não é a mais correta: hacker é o especialista em determinada área (programação, software, etc) que descobre potencialidades em determinado sistema, desconhecidas anteriormente.

Os crackers, por sua vez, são pessoas que, para além de entrarem em sistemas, descobrirem falhas e roubarem passwords, gostam de deixar a sua marca: destruindo partes ou por completo o sistema invadido.

Phishing

Conversas ou mensagens falsas com links fraudulentos. O objetivo é “pescar” informações e dados pessoais. Existem também páginas construídas para imitar sites de bancos e outras instituições para conseguir os dados.

Malware

Software malicioso, instalado sem consentimento do utilizador. Principais: vírus, worms, cavalos de Tróia, que entram no teu sistema através de dispositivos, sistemas operativos e/ou aplicações.

Fica atento!

Para David Sopas, analista de segurança web, os principais riscos na utilização de redes sociais estão associados à imprudente atitude dos utilizadores: divulgação de informação pessoal e cliques em sites pouco credíveis, que os utilizadores são influenciados a aceder por influência dos amigos ou pela falsa mensagem apelativa. Mas não te enganes. Às vezes até o utilizador mais experiente cai nas armadilhas, por exemplo ao clicar num site malicioso sem querer ou sem saber.

 

Disconnect

 

DESLIGADOS

A propósito deste tema, não podes perder o filme “Desligados”, que chega às salas de cinema portuguesas a 7 de novembro. “Desligados” retrata várias histórias de vítimas de cibercrimes ou do excessivo uso das tecnologias e suas consequências.