Quanto mais me bates...

  

Um estudo da docente da Universidade Fernando Pessoa Madalena Oliveira adianta que 70% dos 283 adolescentes e jovens inquiridos do distrito do Porto (entre os 15 e os 19 anos e a frequentarem os ensinos secundário e profissional) legitimam a violência doméstica, ao afirmarem que “tem a ver com exercer controlo”. Cerca de 61% dos inquiridos consideram ainda que “os pais batem nos filhos para eles se corrigirem” e 57% dizem ter sido vítimas de comportamentos abusivos no namoro – agravando-se esta situação durante o casamento e com a idade, quando os actos físicos se tornam mais severos (bofetadas, sovas, murros, pontapés e abuso sexual).


Dos estudantes inquiridos, 45% admitiram também ter praticado um acto abusivo com o seu parceiro de namoro, 16% afirmaram que já presenciaram comportamentos físicos abusivos, 64% assistiram a comportamentos emocionais abusivos e 17% assistiram a alguém a coagir outro familiar.

Estudo vai abranger o resto do país
Os resultados agora divulgados são referentes apenas ao distrito do Porto. No entanto, Madalena Oliveira está a preparar inquéritos a cerca de 4 mil estudantes de todo o país, na mesma faixa etária dos 14-19 anos, no âmbito do seu doutoramento em Psicologia da Justiça.

A docente da Universidade Fernando Pessoa, licenciada em Serviço Social e mestre em Ciências Forenses, espera ter o estudo concluído no final de 2010.