Seaside Sunset Sessions 2017: música e natureza em Pampilhosa da Serra

  

IMG 6737

Foi hoje apresentado, em Lisboa, o alinhamento do festival Seaside Sunset Sessions 2017 - um festival realizado em Pampilhosa da Serra, entre os dias 11 e 20 de agosto, e que aposta na relação com a natureza e a sustentabilidade. DJ Juicy M foi revelada como a cabeça de cartaz internacional. 

Na conferência de imprensa de apresentação, estiveram presentes as várias entidades ligadas à dinamização deste festival que chega agora á sua quarta edição. O Presidente da Câmara Municipal da Pampilhosa, José de Brito, começou por sublinhar o conceito que enquadra o evento: "aliar música eletrónica à natureza de excelência". 

IMG 6744
O Presidente da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, José de Brito

 Nesse sentido, a apresentação começou com a exibição de um vídeo promocional dos recursos naturais da região da Pampilhosa da Serra - uma comunicação subjacente ao conceito "Naturia". Este festival, destacou o autarca, é também uma forma de "desenvolver uma região com potencialidades enormes". José de Brito sublinhou ainda o crescimento do festival: a primeira edição contou com 7000 festivaleiros, a de 2016 com 16000. Um número que, garantiu, se pretende aumentar. 


O "mundo de Naturia" (Fonte: Canal do Youtube da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra)

O Sunset Sessions conta, desde da sua primeira edição, com o apoio da Seaside. Presente na conferência de imprensa, o Diretor de Comunicação desta marca, Paulo Vaz Silva, destacou como este festival está em linha "com tudo o que a Seaside defende": promomver a natureza, a amizade, a inovação, o bem-estar e a sustentabilidade. 

Seguiu-se a divulgação do cartaz para a edição de 2017, levada a cabo por Vera Trindade. da LusoEventos. Para além de "sunsets diários", destacou, o festival inclui nomes como Rob Willow, Oskar DJ, Club Banditz, Joana Perez ou Mastiksou. Os três membros dos Club Banditz, presentes na apresentação, destacaram a "expectativa grande" de poder atuar "no distrito de Coimbra", de onde são naturais. 

IMG 6763
Vera Trindade fez a apresentação do alinhamento

A natureza e o turismo
Para além de concertos, o festival inclui aulas de dança, ginástica, animação de rua, jogos tradicionais e desporto da natureza. Uma inclusão que se explica pelo facto de este ser "um festival da natureza, com preocupações a nível da reciclagem e da reflorestação", para compensar a pegada ecológica. 


Exemplos de algumas das atividades integradas no Seaside Sunset Sessions (Fonte: Canal Youtube da Seaside Sunset Sessions)

No mesmo sentido, o Presidente da Comunidade Intermunicipal do Centro, Jorge Brito, destacou o Seaside Sunset Sessions como tendo "um compromisso com a sustentabilidade": Nesse sentido, reforçou, "não poderia existir um melhor local no país para a sua realização do que a Pampilhosa da Serra". 

Por fim, o Presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, descreveu o Seaside Sunset Sessions como "um festival que quebra mitos". Desde logo, esclareceu, mostra como "as distâncias são hoje praticamente nulas", tendo em conta a acessibilidade do interior do país. Por outro lado, a sua mensagem de sustentabilidade é algo que "queremos trazer para a atividade turística". 

IMG 6781
Presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, destacou o valor turístico de Portugal "como um todo"

O segundo mito que é quebrado, acrescentou, refere-se ao facto de existir potencial turístico em todo o país e não apenas na costa atlântica. A região onde se insere o festival possui "especificidades únicas conjugadas no mesmo sítio", o que torna "um lugar único". "É isso que os turistas hoje em dia procuram", concluiu. 

IMG 6722