Escola-Hotel do IPCA será inspirada nos melhores modelos internacionais

  

 

IMG 7982-1

Decisão foi tomada tendo em conta "aposta forte na componente prática em contexto real de trabalho", avança o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA).

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai ter em Guimarães uma Escola Superior de Hotelaria e Turismo. Este é um projeto inspirado nos melhores modelos internacionais e assente no conceito "aprender fazendo", onde todas as unidades curriculares "terão uma forte componente prática em contexto real de trabalho", avança o IPCA, em comunicado.

Nesta altura, existem três espaços possíveis para acolher este hotel. A Quinta do Costeado, na Cruz de Pedra, a Quinta da Cantonha, na Costa, e as antigas instalações da empresa “Trimco – Equipamentos Frigoríficos, Lda”, em Couros, são as possibilidades que estão em estudo.

Recentemente aprovado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o projeto da nova escola do IPCA foi apresentado em conferência de imprensa, que contou com as presenças de João Carvalho (ex-presidente do IPCA), Agostinho Silva (presidente interino do IPCA), Domingos Bragança (presidente da Câmara Municipal de Guimarães) e Filipe Fontes (diretor do Departamento de Urbanismo e de Promoção do Desenvolvimento da autarquia). 

O espaço corporizará, explica o IPCA, um modelo de aprendizagem "centrado no estudante, baseado na aquisição de conhecimentos e competências e com uma formação fundamentalmente prática nas áreas da gestão turística, hotelaria, gastronomia e tecnologia alimentar". .